Seu browser não tem suporte ao JavaScript!
Recursos de
Acessibilidade:  
Tecle Alt+1 : ir ao conteúdo Tecle Alt+2 : ir ao mapa do site Texto menor Texto maior Contraste                 
Piraju, 17 de dezembro de 2017



Imagem Noticia para indexar no facebook
Data: 24/11/2017 Hora: 17:22:37
Câmara de Piraju devolve R$ 100 mil de repasses do duodécimo para Prefeitura não ficar no Cadin

Por Cristiano Amorim

Na manhã da última sexta-feira (24) o Prefeito José Maria solicitou a presença dos jornalistas para uma entrevista coletiva, cujo objetivo foi de pontuar o papel da Câmara em auxiliar a Prefeitura, por causa de uma dívida com o estado. O setor de engenharia da Secretaria de Turismo solicitou através de ofício, a devolução à conta de convênio referente aos serviços pagos indevidamente á empresa contratada, ENGIVER CONSTRUTORA E PAVIMENTADORA LTDA (Contrato nº 08/2016), nas terceiras e quartas medições, serviços descritos numa planilha que foi encaminhada ao setor estadual e que não foram executados, totalizando o valor de R$ 143.179,54 (Cento e quarenta e três mil, cento e setenta e nove reais e cinquenta e quatro centavos). A referida Secretaria estabeleceu um prazo de 15 dias, após a notificação do documento, para Prefeitura depositar o montante no Banco do Brasil, na conta do convênio DADETUR nº 203/2014.

Segundo José Maria, a administração do ex-prefeito, Jair Cesar Damato pagou por serviços na Orla do Rio Paranapanema que não foram feitos. "Foi feito uma medição nas obras do calçadão pelo arquiteto responsável, entretanto elas não foram realizadas. Para o Dade, a administração da época informou que ela foi concluída, pagou este valor para empresa ENGIVER, mas foram constatadas que as referidas medições de obras não foram feitas no local. Quando assumimos a administração encaminhamos este caso para Justiça, tanto da Orla como do calçadão", explicou.

O Prefeito relatou se a municipalidade não efetuasse este pagamento poderia parar no CADIN e ter a certidão negativa. Esta ação impediria a Municipalidade de celebrar convênios ou receber recursos dos governos do estado e federal. José Maria destacou que há recursos em caixa, porém para o pagamento dos salários de novembro e 13ª dos servidores no final do ano. "Para quitar esse débito teremos que utilizar deste valor já economizado para repassar na conta do DADETUR e desta forma ficaríamos sem os recursos financeiros para folha de pagamento aos servidores. Tomei a liberdade de conversar com o Presidente da Câmara, no sentido de solicitar uma parte do duodécimo para quitarmos mais esta dívida deixada pela administração passada. O restante deste valor R$ 43.179,54 iremos utilizar do tesouro municipal", disse.

O Presidente da Câmara Denilton Bergamini ressaltou que o Legislativo trabalha com eficiência e numa situação como esta, não poderia de forma alguma virar as costas ao Executivo, pois quem perderia seria o próprio município. "Em consenso com os outros Vereadores e com o financeiro da Câmara constatamos que tínhamos este valor em caixa, sendo assim antecipamos o repasse que poderia ser feito em dezembro para a última sexta-feira (17). Além deste montante já encaminhado, também pretendemos repassar em dezembro mais um valor significativo para ajudar o município, seja na compra de veículos para o setor da saúde, educação e até mesmo nos recapes de ruas", conta.

Bergamini salientou que o Legislativo trabalha com muita economia para evitar a malversação do dinheiro público. 


melhor utilizado Firefox - Chrome - Ie9 ou superior