Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 
Piraju, 13 de dezembro de 2018



Na Câmara, Vereadores cobram mais eficiência no fornecimento de água em Piraju
Foto:Cristiano Amorim

Por Cristiano Amorim

Na noite de terça-feira (20) de novembro aconteceu a 38ª Sessão Ordinária na Câmara de Piraju, no expediente das proposituras, o Vereador Reginaldo Rodrigues apresentou um requerimento á Sabesp, questionando os motivos da falta de abastecimento de água no feriado prolongado da Proclamação da República na semana do dia 15. Segundo o Parlamentar foi registrada falta de abastecimento em diversos bairros da cidade, como: Codespaulo, Eldorado, Vila Cantizani e Jardim Jurumirim. "Quero saber quais as providências que estão sendo executada pela empresa Sabesp, para que não falte água constantemente, como ocorreu neste mês. Já não é de hoje que os moradores enfrentam estas dificuldades nos feriados em Piraju", justifica o porta voz do Executivo na Câmara.

Este assunto ganhou destaque no Legislativo e o Presidente Denilton Bergamini cobrou mais transparência da Sabesp, para que pudesse esclarecer por quais motivos houve falta de abastecimento em boa parte da cidade. "A Sabesp deveria vir a público e informar porque ocorrem estes problemas em dias de grandes aglomerações de pessoas em Piraju. No passado a justificativa era com relação aos problemas na bomba e agora? Pagamos por estes serviços e precisamos de mais atenção por parte da empresa, inclusive teve estabelecimento comercial que enfrentou dificuldade por causa do racionamento no feriado, isso atrapalha a economia do município", frisou.

Já Valberto Zanatta cobrou mais eficiência nos serviços prestados pela empresa. "Pelo fato de votar favorável a renovação de contrato por mais 30 anos com a empresa, não aprovo este episódio, pois hoje há um contrato e um cronograma que deve ser cumprido pela própria Sabesp, visando à renovação e manutenção na distribuição na rede de água. Como representantes da população, nós cobramos mais qualidade nos serviços prestados á nossa comunidade", pontuou.

Leonardo Tonon salientou que este problema de água novamente gerou preocupação aos moradores. Ele afirmou que a empresa deveria informar os cidadãos quando ocorressem as paralisações e citou como exemplo a CPFL- Santa Cruz, que ao realizar manobras e manutenções na rede elétrica comunica a sociedade local, seja nos meios de comunicação, ou através de correspondências. "Já estamos presenciando nos feriados, quando aumenta o número de habitantes as queixas dos moradores da falta de água. Algo tem que ser feito pela empresa, ela tem que promover os investimentos para sanar este problema, inclusive com a implantação de reservatório", argumentou Tonon na Tribuna.

Érico Tavares também cobrou mais atenção da Sabesp com relação da falta de água, mas destacou outro assunto que merece empenho da empresa. Segundo Tavares há muitos buracos abertos nas vias, para realizar os reparos e ligações de água e esgoto nos asfaltos. "Quem esta fiscalizando a Sabesp pelas obras de tapa buracos nas ruas, pois estamos verificando um trabalho de péssima qualidade, há muitas ondulações e buracos nas vias e quem sofre com tudo isso, são os condutores de veículos e motocicletas. Já fiz no passado requerimentos perguntado dos prazos que a empresa tinha para tapar os buracos, cabe a Prefeitura exercer seu papel de fiscalização, para cobrar da empresa medidas mais eficazes para evitar situações inoportunas aos moradores", mencionou.

Gina Borges foi outro Parlamentar que cobrou mais comprometimento da Sabesp quanto aos buracos abertos nas vias públicas de Piraju. Na Tribuna Borges defendeu mais agilidade nos serviços de recuperação das vias e calçamentos. "Além da falta de água, a segunda maior reclamação que ouvimos constantemente na cidade, sãos os buracos deixados pela empresa. Não podemos permitir tanto relapso, espero entendimento do senhor Prefeito José, para que possa acionar os órgãos competentes e evitar estes transtornos aos nossos munícipes", disse.

O Vereador Brandini comentou que houve muitas reclamações dos moradores e que a empresa distribuidora de água deveria investir na construção de mais um reservatório para impedir estas panes no abastecimento. "Recentemente a diretoria da Sabesp esteve na Prefeitura para renovar o contrato, e na ocasião o Superintendente Ivan Sobral afirmou que iria realizar os investimentos necessários para acabar com a falta de água na cidade, porém depois da renovação no primeiro feriado prolongado notamos esta deficiência. Que a empresa possa cumprir com as suas obrigações, até porque nós pagamos para receber a água em nossos imóveis", concluiu.

Antonio Carlos Côrrea recentemente enfatizou que a municipalidade não fez um bom negócio com a Sabesp, no tocante as contrapartidas oferecidas pela empresa. Segundo Corrêa, muitas das propostas apresentadas já eram obrigações de responsabilidade da autarquia do governo do Estado. "Acredito que não fizemos um bom acordo, tínhamos que cobrar mais benefícios para o município, seja na área para construção de um novo aterro sanitário como outros investimentos para melhorar a captação de água, tratamento de esgoto e mais investimentos financeiros para Piraju", diz. 

João Luciano ressaltou que a Câmara tem que cobrar soluções por parte da empresa, pois se foi prometido contra partidas para renovação de contrato, a Prefeitura também deve exigir qualidade nos serviços oferecidos á população. "Temos que reivindicar as melhorias, porque fizemos o nosso papel confiamos na Sabesp e que agora ela possa cumprir com suas obrigações e com todos os compromissos que foram elencados no contrato", salienta.

Os Parlamentares José Carlos Nunes comentou que todos os demais membros do Legislativo receberam reclamações da Sabesp, devido à falta de água. "Eu e os demais colegas de parlamento acredito que recebemos inúmeras ligações, mensagens deste problema que afetou grande parte dos moradores. Eu mandei mensagens para alguns funcionários da empresa, mas infelizmente até o momento não obtive resposta, falta de fato mais comunicação da Sabesp com a nossa Casa de Leis, inclusive já solicitamos uma reunião com o gerente da unidade de Piraju, o Edson de Almeida para além deste assunto, apresentar outros questionamentos pertinentes aos serviços de água e esgoto no município", afirmou Nunes.

Data: 23-11-2018 16:25:48